0 comentários

20 anos de Dookie, o melhor álbum do Green Day

by on fevereiro 5, 2014
 

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Dookie, de uma tal banda chamada Dia Verde, ou melhor, Green Day, é uma gravação puta importante por inúmeros motivos –  assim como Nevermind do Nirvana alguns anos antes, o lançamento de Dookie foi um divisor de águas no cenário musical e abriu a porta para inúmeras bandas do seu gênero. Vários punks popcore puderam ganhar o cenário mainstream graças ao sucesso arrasa quarteirões do trio Green Day. Sim, claro que eles foram chamados de vendidos por conta desse sucesso do carai. Dookie é um dos poucos álbuns que eu escutei, e olha que eu escutei até estourar os tímpanos, onde todas, eu disse todas, as músicas são boas ou ótimas.

Quer saber qual é a do Green Day dos velhos tempos? A mistura é simples: 1/3 Ramones, 1/3 Buzzcocks e o restante seria Husker Du. Com essa combinação explosiva você tem a formação original (quer dizer quase, John Kiffmeyer já tinha caído fora) e fodaça do Green Day. Agressivo, espirituoso e melódico era o espírito desse trio de São Francisco composto por Billie Joe Armstrong, vocal e guitarra, Mike Dirnt, baixo e vocal de apoio e Tré Cool, bateria e guitarra. Os moleques viraram estrelas de um dia para o outro em 1994, graças a seu terceiro álbum de estúdio que catapultou os então jovens para o topo absoluto das paradas de sucesso. O Green Day comprimiu o punk dos anos 70 e 80 num pacote e atitude dos 90 de muita qualidade. O valor dessa gravação pode ser conferido principalmente em músicas como “Longview,” “Basket Case,” “Pulling Teeth,” e a semi balada, “When I Come Around”. Sem contar que era uma das poucas bandas de rock alternativo com senso de humor.

Mesmo tendo sido lançado na meiuca dos anos 90, Dookie resistiu ao teste do tempo e envelheceu bem. Se é 1994 ou 2014 não importa, se você é um adolescente ou um marmanjo também não. Se em algum momento você esta confuso com sua vida, vai rolar uma identificação com as músicas desse álbum. Não é atoa que essa brincadeira vendeu mais de 8 milhões de cópias.

Talvez Dookie não seja tão complexo como o já citado Nevermind, mas mesmo assim é um puta clássico que toca nos mesmos temas de seu “concorrente” e ganha muitos pontos graças ao bom humor. Mesmo tendo sido imitado por bandas com menos talento (Good Charlotte estou falando de vocês), não houve quem chegasse aos pés. Green Day foi a banda pop-punk definitiva da década de 90. Essa obra é essencial para coleção de qualquer um que curte rock moderno.

De qualquer modo, só eu que acho bizarro esse álbum ter sido lançado 20 anos atrás? Em 1994 os álbuns que tinham 20 anos eram do tio Clapton, os Eagles, Stones, Dylan, The Who, etc. Pelo visto Green Day já é classicão. O tempo passa, o tempo voa. Agora é hora de escutar esse clássico novamente, e se você não possui, confira a versão You Tube abaixo. Apesar que a qualidade do original é mil anos superior.

O clássico do punk dos anos 90 produzido Rob Cavallo

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta