0 comentários

Bowie está morto. Longa vida ao Bowie.

by on janeiro 11, 2016
 

Compartilhe!Share on Facebook910Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Eu sempre tive a repulsiva necessidade de ser mais do que humano. – David Bowie.

Um dos maiores músicos de todos os tempos não mais compartilha o mesmo plano que nós. Ziggy Stardust partiu. Ele também atendia pela alcunha de David Robert Haywood Jones, seu nome humano de nascença. Entre os vários nomes que essa nobre criatura atendia, o mais conhecido era David Bowie. Surgiu pela primeira vez nesse planeta na capital inglesa, Londres, no dia 11 de janeiro de 1947. Decidiu repousar em 11 de janeiro de 2016. Ele era um mestre da música, fosse rock, pop ou soul. Sem contar que também mandava bem nas telonas. Como se esquecer do clássico dos anos 80  “O Labirinto – A Magia do Tempo”?

Cara, Bowie sempre foi algo incrível e constante para mim. Gostava muito dele, mas não era um fã alucinado. Entretanto, meu pai ama esse cantor. Junto com Beatles e Pink Floyd, as músicas do Ziggy tocavam direto lá em casa. Nem tinha a mínima ideia de que ele estava doente. Para mim o cabra não envelhecia, era imortal. A vida é algo estranho. Tinha ouvido seu novo álbum, Blackstar, faz pouco tempo, e comentado com amigos que a idade não afetava em nada o sujeito. Com 69 anos ele ainda era o rei. É difícil de acreditar que ele se foi. Até porque com o legado que esse grande indivíduo deixou, ele nunca irá realmente embora. Blackstar foi lançado quando ele comemorou 69 anos de existência terrestre, sexta-feira passada. Ele já sabia que era o fim, foi seu jeito de dizer adeus. Um presente de despedida.

David Bowie era um gênio curioso. O primeiro sucesso dele na Grã-Bretanha foi Space Oddity, de 1969, melodia usada pela BBC em sua cobertura da primeira viagem tripulada à Lua. Aliás, o personagem de ficção criado pelo músico, Major Tom, apareceu em três sucessos do cantor: Space Odity, Ashes to Ashes (1980) e Hallo Spaceboy (1996). O primeiro sucesso de Bowie nos Estados Unidos foi a música Fame, em 1975. Além de Bowie, a música também tem como um de seus autores “um tal de” John Lennon, que canta no backing vocal da mesma.

Sabia que uma das pupilas de David Bowie ficou permanentemente dilatada após seu amigo George Underwood dar um soco em seu olho em uma briga na escola? Tudo por causa de uma garota, claro. Os dois continuaram amigos, e Underwood fez algumas das ilustrações das capas dos álbuns do artista. David compôs a obra prima “Under Preassure” junto da grandiosa banda Queen em uma maratona de “cheiração” de cocaína e entornando muitos copos de vinho. E nem se lembra de ter feito a música. Em 1972 Bowie se declarou bissexual, o músico brincava que ele e sua mulher tinham uma relação com o mesmo homem. O cantor negou o título de nobreza de Comandante do Império Britânico nos anos 2000 e posteriormente declinou ser condecorado um sir, cavaleiro da rainha britânica, em 2003. Little Richard foi uma de suas maiores e primeira grande inspiração musical. O cara tocava 14 tipos de instrumentos. E tinha medo de voar, apesar de obcecado com o céu e o espaço sideral.

Para entender um pouco mais de David Bowie é preciso saber que tinha um meio-irmão mais velho chamado Terry, que era esquizofrênico e cometeu suicídio em 1985. As músicas Aladdin Sane, All The Madmen, The Bewlay Brothers e Jump They Say foram inspiradas nele. Bowie participou de dez bandas diferentes: The Konrads, The Hooker Brothers, The King Bees, The Manish Boys, The Lower Third, The Buzz, The Riot Squad, The Hype, Tin Machine e Tao Jones Index. A alcunha de “camaleão do rock” não é à toa. O sujeito teve diversos alter egos como Ziggy Stardust, Aladdin Sane, Thin White Duke, Tao Jones, Halloween Jack e John Merrick. Sem contar que ele trocava de visual o tempo todos nos 70 e 80. E para finalizar essas pequenas curiosidades sobre Bowie, as bandas favoritas do músico atualmente eram Arcade Fire e TV On The Radio. Os caras podem dormir sabendo da honra de que estavam entre os favoritos do mestre.

É, amigo, mais um dos grandes zarpou. Após uma luta pesada contra o maldito câncer, a lenda da psicodelia, da criatividade, do rock e até mesmo da moda, se foi. O cara não criava tendências, ele era a tendência. Major Tom recebeu o sinal. Os céus agora realmente têm um Starman. Descanse em paz David Bowie, um artista que com certeza aproveitou seu tempo em nosso planeta azul.

Quando você estiver triste lembre-se que a Terra tem mais de 4 bilhões de anos de existência e de algum modo você deu sorte de existir na mesma época que David Bowie.

I’m stepping through the door

And I’m floating

In a most peculiar way

And the stars look very different today

 Space Oddity, David Bowie

Compartilhe!Share on Facebook910Tweet about this on TwitterShare on Google+0