1 comment

Cavaleiros do Zodíaco: Souls of Gold – primeiro episódio

by on abril 15, 2015
 

Compartilhe!Share on Facebook5Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Buscando nítida inspiração na obra original, Soul of Gold tenta deixar para trás a desagradável lembrança da última série, Cavaleiros do Zodíaco Ômega e o filme em animação gráfica A Lenda do Santuário. Será, que o ritmo e tom do anime clássico dos anos 80 (no brasil anos 90), ainda consegue manter seus fãs interessados?

O começo da trama relembra os últimos instantes dos cavaleiros de ouro na saga de Hades, quando todos os 12 sacrificaram suas vidas para destruir o Muro das Lamentações, abrindo assim caminho para Seiya e os outros prosseguirem. Logo após isso, há uma drástica mudança de cenário, levando o espectador até Asgard (aquela saga que não existe no mangá), no qual no alto de uma montanha surge uma luz brilhante e nos deparamos com um ainda desorientado cavaleiro de Leão, Aiolia.

cdz01

Os 12 cavaleiros de ouro destruindo o muro das lamentações – até Aiolos que já tinha morrido a décadas voltou… já o Peixes e o Máscara da Morte já devem até perdio as contas de quantas vezes ressuscitaram. O Fenix não usou a armadura de Leão na saga de Hades? E a mesma não foi destruída? Bem talvez uma explicação venha explicar isso…. ou não.

 Logo o destino cruza o seu caminho com de Lyfia, serva de Hilda, que tenta convence-lo a ajuda-la na batalha contra Andreas Lise, o novo representante de Asgard. Segundo ela Andreas planeja trazer a árvore Yggdrasil e os Einherjar para dominar todo o reino. Argumenta que Odin foi provavelmente a figura responsável por ressuscita-lo e colocá-lo no seu caminho. Mesmo desejando voltar para o Santuário e prosseguir na batalha contra Hades, Aiolia acaba resgatando Lyfia de um dos sete cavaleiros de deuses de Andreas, Frodi.  Durante o confronto, o cavaleiro de Leão tem sua armadura transformada em uma armadura divina e tem uma visão de seu irmão, lhe dizendo para destruir Yggdrasil e assim descobrir os outros mistérios envolvidos em Asgard.

Tudo bem que foi apenas o primeiro episódio, porém toda a estrutura narrativa e lutas (agora até com um pouco de sangue) lembram demais a obra original – com direito até um novo “grande mestre”. Apesar disso faltou um pouco na emoção e impacto, que sempre foi um destaque do anime. As novidades e mistérios apresentados não chamam tanta atenção, ou pelo menos não conseguem chamar tanta atenção quando as do desenho clássico, ou já não tem o mesmo fôlego.

cdz03

O primeiro boneco do Aiolia como Leão Divino – que parece fantasia de escola de samba – depois outros tantos virão. E posteriormente outras versões melhoradas virão e a Bandai ficará cada vez mais rica enquanto você fica mais pobre.

Retomando a questão levantada anteriormente, Soul of Gold tem tudo para manter seus seguidores de antigamente, porque retoma a fórmula básica de forma decente, ou seja se você é um fã de CdZ e ainda acompanha os heróis, provavelmente irá gostar dessa nova empreitada. Entretanto, não sei se o anime terá força de atrair um novo público, na verdade nem parece ter essa pretensão. De qualquer forma, os números extra oficiais foram bastante promissores, o primeiro capítulo teve mais de 1 milhão de visualizações, sendo quase metade delas vindas do Brasil.

Ao que tudo indica, o verdadeiro trunfo do anime será mesmo usar do seu saudável saudosismo para seguir caminho, só acho que poderiam revisar certos vícios antigos e adapta-los aos padrões atuais… se bem que a Bandai divulgou que a pré-venda do primeiro Cloth Myth do Leão com sua nova armadura esgotou em poucas horas após ser anunciado. Ou seja, se a propaganda (=anime) está fazendo resultado, tenha certeza que a nova saga dos guerreiros de Athena deve ter um longo caminho pela frente.

Compartilhe!Share on Facebook5Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta