3 comentários

Guerra Marvel vs Fox faz sua primeira vítima

by on outubro 8, 2014
 

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Depois de muita especulação e boatos, a Marvel divulgou oficialmente que a HQ do Quarteto Fantástico terá seu último número lançado em 2015. Mas por que a editoria cancelaria um dos seus mais clássicos grupos de heróis? A resposta é simples, a empresa está em uma guerra declarada contra o estúdio de cinema Fox.

O início dessas desavenças tem origem nos áureos anos 90. Nessa época a Marvel passava por sérios problemas financeiros, inclusive pedindo concordata. Tentando arrecadar capital rapidamente, a editora começou a vender diversos direitos cinematográficos de seus heróis para vários estúdios de cinema, entre eles Sony e Fox. Os valores negociados naquele momento foram bem acanhados, pois os filmes de super heróis eram raros e não tinham grande relevância (a exceção era os filmes do Batman da Warner).

Pois é, quem diria que esses antigos contratos dariam tanta dor de cabeça hoje em dia. Sendo esse o motivo para os heróis pertencentes da mesma editora nas HQs não poderem se encontrar no cinema. Pelo que dizem a venda de direitos envolviam não apenas os personagens, mas sim os universos inteiros daquela revista, incluindo qualquer figura que participava do título. Criando situações bizarras de interseções de direitos como Mercúrio e Feiticeira Escarlate, que são mutantes, mas também Vingadores.

zumbi4

Para a Marvel o Quarteto Fantástico está mais morto que zumbis

Após ser adquirida pela Disney e começar a faturar alto com as adaptações de seus heróis no cinema, logo surgiu o interesse de negociar a repatriação/ utilização de alguns personagens. Devido aos problemas que o reboot do Quarteto Fantástico estava tendo, chegando quase a não sair e o simples fato da franquia não ter engrenado como foi o caso dos X-Men, dizem que a Marvel entrou em contato com a Fox para readquirir os direitos da equipe. Entretanto depois de uma longa e complicada negociação, o acordo terminou não sendo concluído.

Os altos executivos da Marvel ficaram extremamente revoltados com esse resultado, levanto até para o lado pessoal tal desfecho. Logo as primeiras consequências desse episódio começaram a repercutir dentro da editora. Primeiramente um memorando orientava aos roteiristas e desenhistas não utilizassem os personagens do Quarteto Fantástico e X-Men fora de seus respectivos títulos. Ao mesmo tempo em que materiais promocionais da editoria começavam a dar destaque a grupos menos expressivos até então, como os Guardiões da Galáxia e os Inumanos – ambos com os direitos cinematográficos pertencentes a Marvel.

marvel1

Marvel comemora seus 75 anos sem colocar nenhum mutante nem o Quarteto Fantástico na capa!

 Tendo em vista que os lucros das HQs quando comparados com o milionário mundo do cinema são quase irrelevantes, fica evidente que o cancelamento do Quarteto é uma forma de represaria. Minando assim uma possível propaganda indireta ao futuro filme da Fox, planejado para 2015. Isso aliado ao fato que a linha de revistas já não era muito representativa financeiramente, acabou por decretar de vez o fim da HQ. O mesmo caminho poderia acontecer com os X-Men, mas nesse caso os valores dos mutantes são bem superiores, então por enquanto eles estão se limitando a não criar novos personagens para a equipe e focando em fortalecer outros grupos como os Vingadores.

A Marvel está querendo combater agressivamente o futuro filme do Quarteto Fantástico, até ai é compreensível, mas no processo está atingindo os fãs desses heróis e eliminando uma das suas equipes mais clássicas.

Vale lembrar que a Marvel também vendeu os direitos do seu principal personagem, o Homem Aranha para a Sony. Todavia a relação das duas empresas parece ser infinitamente melhor – possivelmente pelo contrato firmado que estabelece que todo o lucro do filme seja da Sony, mas os produtos relacionados ficam com a Marvel (ou pelo menos um percentual). Esses dias, a revista EW especulou uma possível chance do Aranha faça parte da cronologia dos filmes da Marvel – mas isso só aconteceria caso futuras empreitadas do teioso continuassem não gerando o resultado esperado. No entanto não há planos de negociar os seus direitos e esse crossovers se limitaria a uma mera participação, nada de filme solo do herói feito pela empresa.

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Ratman
    outubro 9, 2014 at 10:59 am

    tá certo, se for pra fazer com má vontade, é melhor nem fazer.

    Responder

  • Tiago Pegasus
    outubro 9, 2014 at 4:04 pm

    tem que ser asim mesmo porque esse sim tem que voltar pra marvel pois esse filme novo do quarteto vai ser uma bosta pura,de elenco a historia vai ser muito ridiculo,escalação ruim,atores ruim um tocha umana negro e o mesmo de matar a ecencia dos personagens na minha visão a marvel quer pegar isso de todo o jeito a fox so ta fazendo esse filme de ma vontade so pra segurar os personagens o demolidor que teve 2 filmes um bom(que da pra asistir mas sendo a versão do diretor) e a bela bosta que foi Electra,vai ter uma serie do demolidor vindo ai e isso sim que vai ser fodão,e sem contar que se o quarteto voltar poderemos ver um galatus decende e não uma fumaça como no filme do quarteto que é ridiculo e um sufista prateado tambem no universo cósmico dos guardiões tem que voltar pra marel tou tocendo por ela

    Responder

Deixe uma resposta