0 comentários

Jennifer Lawrence abocanha mais um prêmio, Trapaça é o filme do ano e outros laureados em NY

by on dezembro 4, 2013
 

Compartilhe!Share on Facebook45Tweet about this on TwitterShare on Google+0

O Círculo de Críticos de Cinema de Nova York (N.Y. Film Critics Circle Award) escolheu na terça, dia três de dezembro do ainda vigente ano de 2013, “Trapaça” (American Hustle no original), filme sobre trapaceiros (suspeitei desde o principio) forçados a colaborar com o FBI na década de 70, como o melhor de 2013 e concedeu seus principais prêmios de interpretação para Robert Redford e Cate Blanchett, na primeira das premiações que antecedem a disputada corrida para o Oscar. Como o filme tem chance de ganhar o Oscar é claro que ele só chega no Brasil 7 de fevereiro, por que mudar o que eles sempre fazem? “O que eles sempre fazem?” você pergunta caro mancebo? Ora, estrear todos os filmes gringos lançados no fim de um ano com chance de vencer o prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, no final de janeiro e inicio de fevereiro (começo do ano seguinte). É uma tradição bem irritante e bem brasileira, pois vários filmes bons estreiam  juntos e fica quase impossível acompanhar todos.

Prosseguindo a notícia, o cineasta britânico Steve McQueen ganhou o prêmio de melhor diretor por “12 years a slave”, um drama histórico sobre um homem negro livre vendido como escravo, baseado nas memórias de Solomon Northup, de 1853. Esse grande filme ainda nem tem previsão de estreia em nosso país tropical.

Redford foi escolhido o melhor ator por seu desempenho no drama de sobrevivência “All is lost” e a sempre bela Cate Blanchett, o de melhor atriz por sua interpretação de uma ex-socialite usuária contumaz de remédios que tem de lidar com a queda de seu status no filme “Blue Jasmine”, de Woody Allen, que você pode conferir a crítica aqui.

Jared Leto (o vocalista de  30 Seconds to Mars, quem diria) levou o prêmio de ator coadjuvante pela interpretação de um transexual soropositivo que ajuda a contrabandear medicamentos não aprovados nos EUA pra pacientes com aids, no filme “Dallas Buyers Club”.

Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes), ganhadora do Oscar de melhor atriz por “O lado bom da vida”, que não é lá essas coisas, apesar que ela é a melhor coisa desse e outros filmes, foi escolhida a melhor atriz coadjuvante pelo papel de uma dona de casa entediada e malandrilsa em “Trapaça”.

Agora fiquem com o trailer do esperado “Trapaça” que ainda vai dar o que falar:

Compartilhe!Share on Facebook45Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta