0 comentários

O Hobbit: uma Jornada Inesperada… pela Rússia

by on janeiro 29, 2015
 

Compartilhe!Share on Facebook4Tweet about this on TwitterShare on Google+0

É quase unânime que  transformar O Hobbit em uma trilogia foi um exagero. Se você não quer gastar quase oito horas para assistir a jornada de Bilbo, há uma outra, e sensacional alternativa… e não estou falando da versão feita por fãs chamada “Tolkien Editor”, mas sim O Hobbit e a Cortina de Ferro, ou algo assim. Confiram o filme na integra abaixo:

Tá, admito que inventei o nome acima. O filme é na verdade uma produção feita na Rússia em 1985. Na época não existia CGI nem muita coisa de efeitos especiais, mas nada disso é desculpa. Fica evidente que o projeto teve graves restrições orçamentárias (ou males da vida capitalista). Devido a isso somos brindados com maquiagens toscas, cenários pequenos e com fundos pintados, monstros feitos de papel machê e fantoches dignos de trabalhos do primário.

hobbitrusso

Gandalf purpurinado, Bilbo de meia idade, Smaug fantoche e algo que seriam o Gollum… reclame agora do desenho do Senhor dos Anéis.

Com um pouco mais de uma hora de duração, várias partes do livro são totalmente ignoradas, personagens como Beorn, os Elfos e os Trolls nem dão as caras. Para facilitar a transição da história, várias vezes um narrador (seria o Tolkien?) surge para resumir os acontecimentos entre um evento e outro. O filme foi lançado dentro de um programa infantil de TV chamado Tale after Tale e obviamente, o filme não é oficial (direitos autorais pra que né?), mas alguns bravos guerreiros fizeram legendas em inglês para o longa.

Tá bom, o Gollum do desenho do Senhor dos Anéis é uma desgraça também, e uma bomba não anula a outra. Gostou do filme? eu nem vi, mas perdi meu tempo correndo várias partes para fazer esse post.

Gollum3

Compartilhe!Share on Facebook4Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta