0 comentários

Obra polêmica traz uma crítica ao nazismo e a intolerância, estrelando Hitler nos dias atuais – Resenha: Ele Está de Volta

by on janeiro 23, 2015
 

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

O site está de volta com mais uma crítica de livro, o satírico “Ele Está de Volta”. Infamidade de começo de matéria a parte, esse livro do escritor alemão Timur Vermes e publicado pela Editora Intrínseca traz em suas 304 páginas um humor polêmico tendo Adolf Hitler como figura principal. Pois é.

E se em 2011, do nada, Hitler tivesse acordado num terreno baldio em Berlim? Não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. O Führer mal consegue identificar sua pátria, ainda mais ela tendo tantos imigrantes e sendo governada por uma mulher. Todos acham que ele é apenas um imitador barato, mas logo o impensável ocorre. Hitler vira um fenômeno no You Tube e irá usar sua nova fama para ser ouvido. Mordaz até dizer chega, esse é um livro sem papas na língua, e que deve ser lido por quem gosta de humor inteligente e crítico.

É engraçado ver os conflitos de Hitler com as novas tecnologias e novos costumes da sociedade. O livro sempre deixa claro que ele é uma figura deplorável, mas por acompanharmos os acontecimentos por seus olhos, há momentos em que ele se torna, por incrível que pareça, um ser carismático. Principalmente quando reclama dos males dos tempos modernos. Mas não ache que é um livro de apologia ao nazismo ou algo do tipo, mesmo sendo uma obra bem humorada, o livro deixa evidente que uma pessoa que nem Adolf Hitler é um risco para o mundo, independente da época.

No fim das contas é uma comédia dos erros, onde uma série de mal entendidos acaba dando mais e mais exposição para aquele que acreditamos, hoje em dia, nunca a teria novamente. Muitos dos risos são de vergonha alheia e o principal alvo de crítica dessa obra é a mídia, que adora glorificar qualquer coisa que faça sucesso. E o segundo alvo favorito é a política, onde vale tudo para vencer. O slogan que aparece no final do livro na campanha política de um certo alguém é de matar. A ironia transborda das páginas dessa obra.

É uma obra fácil e rápida de se ler. E não se preocupe em ficar ofendido ao ler “Ele Está de Volta”. O autor sabe que o nazismo é um tema delicado e nunca trata o assunto como algo positivo. É uma fantasia sombria e imaginativa, que funciona como uma ótima crítica social.

Para o autor Timur Vernes o segredo do livro é que o leitor é o único que pode rir o tempo todo durante o livro. “O único que sabe que Hitler é o verdadeiro Hitler é o leitor. É o único que tem de lidar, de algum modo, com a reação das pessoas: como é que não conseguem ver, como é que não notaram?”. Essa falta de noção das pessoas nessa ficção é parte do charme da obra.

O único ponto negativo, forçando a barra, é que o livro é muito voltado para o público alemão. Que obviamente é o público alvo da obra. Então muitas das referências de programas de TV, revistas e costumes só terão seu impacto total para quem conhece bem a cultura alemã.

No geral é um livro intrigante, fascinante e que vale a pena ser lido. Obvio que se perde muita coisa na tradução, mas ainda é uma sátira extremamente rica. Ainda mais para quem curte História e a Segunda Guerra Mundial. Não espere muita lógica em algumas situações, ainda mais de um livro que começa com Hitler vivo em 2011 do nada, que você irá se divertir um bocado.

Nota: 4 Stars (4 / 5)

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta