0 comentários

Os 5 filmes de ficção que realmente valem a pena ver em 2015

by on fevereiro 6, 2015
 

Compartilhe!Share on Facebook24Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Que mané Jurassic World com o Senhor das Estrelas, nada de perder tempo com o novo filme de Andy e Lana Wachowski ou o décimo quinto reboot de Exterminador de Futuro. Os cinco filmes a seguir são aqueles que você não pode deixar de conferir nas telonas em 2015. Fique ligado nas datas, de nada adiantado e “vamo que vamo”:

  1. “Chappie” (Neill Blomkamp)

O novo filme do cineasta sul-africano que realizou “Distrito 9” e “Elysium” centra-se num robô-policial experimental identificado como Chappie. É o projeto pessoal de um cientista que deseja que sua criação seja capaz de fazer mais coisas do que defender a lei e manter a ordem. Mas há alguém que está interessado em usar o robô para fins criminosos e não para o bem da humanidade. Baseado numa curta-metragem “Tetra Vaal”, rodado por Blomkamp em 2004, “Chappie” conta com Sharlto Copley, o ator favorito desse diretor, no papel do robô, e ainda com Hugh Jackman, Sigourney Weaver e Dev Patel. (Estreia no Brasil: 16 de Abril).

 

  1. “Mad Max: Estrada da Fúria” (George Miller)

Haja saudades de Max Rockatansky, hein? Vimos o sujeito desaparecer no horizonte da Austrália pós-apocalipse há exatamente 30 anos, no final de “Mad Max: Além da Cúpula do Trovão” (1985). O personagem retorna em 2015, agora já não interpretado por Mel Gibson mas sim pelo inglês Tom Hardy (“O Cavaleiro das Trevas Ressurge”, “A Origem”). George Miller por pouco não fez esse quarto capítulo da saga com Gibson em 2001, mas os ataques terroristas no infame 11 de Setembro estragaram tudo. Em “Fury Road”, rodado na Namíbia e não na Austrália, Max junta-se a Furiosa (Charlize Theron) e ao seu grupo, para atravessar o deserto e enfrentar um bando de vilões devidamente pós-apocalípticos. (Estreia no Brasil: 22 de Maio).

 

 

  1. “Tomorrowland: Um Lugar Onde Nada é Impossível” (Brad Bird)

Brad Bird, o realizador de animações de longa metragem da Disney como “Os Incríveis” e “Ratatouille”, assina este filme que os estúdios do camundongo Mickey tem mantido em volto de segredos e é interpretado pelo carismático George Clooney, o sarcástico Hugh Laurie (o eterno Doutor House) e pela jovem Britt Robertson. Clooney faz o papel de um inventor que descobre a existência de um país utópico e futurista chamado Tomorrowland, que a humanidade tem remotamente registado na sua memória coletiva. Os habitantes de Tomorrowland possuem poderes mentais únicos, que lhes permitem ser quem quiserem e fazer o que desejarem, incluindo tudo aquilo que for necessário para sobreviverem. (Estreia no Brasil: 28 de Maio).

 

 

  1. “Ex Machina” (Alex Garland)

A estreia na direção do roteirista inglês Alex Garland (“A Praia”, “28 Dias Depois”) é em uma história sobre inteligência artificial. Um jovem programador (Oscar Isaac) é selecionado para participar em um projeto experimental dirigido pelo genial fundador e proprietário da companhia onde trabalha (Domhnall Gleeson). A intenção é criar uma androide que se pareça em tudo com uma mulher de carne e osso. A criação é então batizada Ava (Alicia Vikander). “Ex Machina” teve já o raro privilégio de ter sido elogiado nas páginas da prestigiada revista cientifica “New Scientist”. Só por isso já vale ser conferido. (Sem previsão de estreia no Brasil).

 

 

  1. “Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força” (J.J. Abrams)

Com a Lucasfilm vendida à Walt Disney, esta não perdeu tempo em reativar a saga criada por George Lucas em 1977, com uma nova trilogia. A terceira por sinal. Depois de ter injetado sangue novo na franquia “Star Trek”, J.J. Abrams assume a realização do sétimo filme de “Guerra das Estrelas”, assinando também o argumento com Lawrence Kasdan. A história de “The Force Awakens” passa-se 30 anos após “O Retorno do Jedi”. Há muitas caras novas no elenco e Mark Hamill, Harrison Ford e Carrie Fisher regressam aos personagens clássicos Luke Skywalker, Han Solo e Princesa Leia Organa cheios de Força. Perdão pelo Infamidade. (Estreia no Brasil: 17de Dezembro).

 

Compartilhe!Share on Facebook24Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta