0 comentários

Crítica e Curiosidades | Missão: Impossível – Nação Secreta (2015, Ação, Thriller, EUA)

by on julho 28, 2015
 

Compartilhe!Share on Facebook36Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Estreia 13 de Agosto no Brasil. 2h18min de duração

Ethan Hunt está numa situação complicada. Nesse novo longa ele vai ser manipulado pelo Sindicato, uma organização criminosa internacional, para realizar um serviço sujo para esses bandidos. Pois é, esse é o ponto central de “Missão Impossível – Nação Secreta” (“Mission: Impossible – Rogue Nation” no original), o quinto capítulo da saga. Agora para voltar a ter uma ficha limpa, Hunt e sua equipe terão de provar a existência e providenciar a eliminação do Sindicato, ex-agentes que vivem nas sombras e desejam a todo custo exterminar o IMF (Impossible Mission Force), a rede para qual o espião Hunt trabalha. O filme é pura adrenalina e já começa com o cinquentão Tom Cruise, o interprete de Ethan Hunt, provando que tem grandes bagos. O protagonista logo de cara está pendurado do lado fora de um Airbus A400M, cena maluca em que o ator dispensou dublês. Será que depois de uma sequência de abertura dessas as próximas duas horas podem superar o início do filme?

A história envolve roubo, sequestro, uma agente dupla e muita, mas muita, ação. Destaque para a tão falada cena do avião e a sequência de tirar o fôlego na Ópera Estatal de Viena, momento que tem a honra de ser um dos melhores seguimentos de ação da franquia. Falando em ação, a vantagem desse longa sob a concorrência, como é de costume na série, são essas elaboradas cenas energéticas e vigorosas, que desafiam qualquer lógica. Essas sequências são feitas sem nenhum ou muito pouco auxilio de computadores e muitas vezes sem dublês. Em um mundo onde os blockbusters tacam CG em qualquer cena mais complicada, é revigorante ver algo sendo feito de um jeito clássico. De qualquer modo, se você curte reviravoltas esse é o filme para você.

mi5-5-1437757050

A agente britânica do MI6, Ilsa Faust, vivida pela fantástica Rebecca Ferguson, é o destaque do filme. Isla merce um spin-off já!

O roteiro de Christopher McQuarrie e Drew Pearce é mirabolante, absurdo e com ótimas sacadas. Só não espere muito desenvolvimento dos personagens ou atuações comoventes. Se bem que, para ser justo, a obra te passa o companheirismo entre a equipe de Hunt e a maioria dos atores possuem química. Quem tem destaque em “Missão: Impossível – Nação Secreta” é a sensual Rebecca Ferguson, na pele da misteriosa agente Ilsa, e o engraçado Simon Pegg, como Benji Dunn. O único personagem que chega a incomodar, bem pouco, é Ethan Hunt no ato final da produção. O cara praticamente tem poderes premonitórios, automaticamente sendo mais esperto que todo mundo, mesmo quando não há muito sentido para tal. Fora esses pormenores, o filme é nota dez.

“Missão: Impossível – Nação Secreta” te levará para Viena, Casablanca e Londres de um jeito que você nunca viu. O diretor Christopher McQuarrie dirige com competência e remete ao trabalho magistral de Brian De Palma no primeiro “Missão: Impossível”. Sem contar que a fotografia é a melhor da série, graças ao trabalho embasbacador de Robert Elswit (“O Abutre”, “Sangue Negro”). Esse “Missão: Impossível 5” não tem um vilão forte como o do terceiro episódio ou a criatividade do quarto capítulo. No entanto é um filme muito divertido sendo, com exceção do primeiro filme que é quase insuperável, o episódio maioral da franquia até então.

Pessoal, não é todo dia que uma franquia é feita com tanto esmero e com boa qualidade constante. Tirando o segundo filme, claro. Sendo lançados normalmente, de 5 em 5 anos, a saga “Missão: Impossível” não apresenta sinais de cansaço, e continua entregando um produto de qualidade para quem deseja ver situações inacreditáveis, paisagens deslumbrantes e bom humor. Não espere os personagens mais profundos do mundo que você irá ter bastante diversão nos cinemas. Recomendado.

Trailer legendado de Missão: Impossível – Nação Secreta

Curiosidades sobre o filme:

  • O filme seria lançado originalmente em 25 de dezembro, mas adiantou a data do lançamento para não concorrer com 007 contra Spectre e Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força.
  • Tom Cruise e Ving Rhames (o hacker Luther Stickell) são os únicos atores que aparecem em todos os cinco filmes da franquia.
  • Tom Cruise se machucou seis vezes durante a gravação desse filme.
  • O Sindicato, antagonistas desse filme, foram referenciados no final do filme anterior, Protocolo Fantasma (2011) e eram os principais adversários de Ethan Hunt no antigo seriado.
  • Simon Pegg fez todas as suas cenas de direção sem dublê. Tom Cruise também, mas esse, como de costume, dispensou dublês para tudo. Sim, o cara é foda. Foda e doido varrido.
  • Falando mais um pouco das cenas que deveriam ter dublê mas Tom Cruise foi na dele, a tão citada sequência do avião Airbus A400M teve que ser gravada 8 vezes! Haja paciência e força para ficar pendurado do lado de fora de um trambolho daquele tamanho. E uma certa sequência subaquática exigiu que Cruise treinasse para conseguir prender a respiração durante 6 minutos, coisa de profissional. Isso que é dedicação.
  • Maggie Q e Paula Patton, Zhen Lei de “Missão: Impossível 3” e Jane de “Missão: Impossível – Protocolo Fantasma” respectivamente, iriam reprisar seus papeis dos filmes anteriores em “Nação Secreta”, mas já tinham compromissos nas datas em que o novo filme foi gravado.
  • “M:I 5” seria dirigido por Brad Bird, diretor do capítulo anterior, “Protocolo Fantasma”, no entanto ele dispensou o projeto para dar prioridade para o filme “Tomorrowland – Um Lugar Onde Nada é Impossível”.
  • Tom Cruise iria ser o astro do filme O Agente da U.N.C.L.E. mas preferiu protagonizar o quinto Missão Impossível au invés do novo longa de Guy Ritchie.
  • É de conhecimento geral de que essa série cinematográfica começou em 1996 com o clássico “Missão: Impossível”, dirigido por Brian De Palma. O que muitos não sabem, ou esquecem, é que “Missão: Impossível” era um seriado da década de 60/70. A série existiu de 1966 até 1973 e tinha um enredo todo situado no cenário da disputa entre Estados Unidos e Rússia durante a Guerra Fria.
  • Mesmo antes do lançamento do quinto filme, em maio de 2015, os atuais produtores da franquia, Tom Cruise, J. J. Abrams, David Ellison e Dana Goldberg, já garantiram a existência do sexto filme. Don Granger e Matt Griim serão os produtores executivos do projeto e Elizabeth Raposo irá supervisionar o desenvolvimento da obra. A Paramount também já garantiu que Cruise, Simon Pegg, Jeremy Renner e Ving Rhames estarão de volta para o sexto capítulo da série. Não há data prevista para “Missão: Impossível 6”.

 

Compartilhe!Share on Facebook36Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta