2 comentários

Jogo The Walking Dead S01 ou “Simulador de paternidade com zumbis”

by on setembro 24, 2013
 

Compartilhe!Share on Facebook4Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Walking Dead: Season One (Primeira Temporada) da produtora Telltale (não aceite imitações, há outros jogos de Walking Dead, mas se não for da Telltale é uma cilada Bino) é baseado na HQ de sucesso de mesmo nome, não no seriado de sucesso que também utiliza esse título (e é disparado o inferior dos três). O jogo conta a saga do ex-professor e presidiário Lee num mundo tomado, do nada, por zumbis. Como ele irá se portar num cenário desses? Ainda mais que uma jovem e esperta garota, cai sob sua responsabilidade. Essa pequena é Clementine, que é bom deixar claro que caso você não crie uma ligação com ela, você não tem alma. O melhor adventure que já tive o prazer de jogar.  Uma história bem escrita, madura e onde as decisões, pesadas, afetam o decorrer da narrativa e o jogador. A grande atração do jogo, além do enredo, é como seu personagem reage aos outros, e como esses reagem e se adaptam a suas decisões. Sendo que em certos casos mortes ocorrem ou não devido sua interferência.

the_walking_dead_screenshot_03

O jogo em momento algum te deixa cair na monotonia ou na repetição, sendo completamente envolvente. Os personagens são marcantes e ficarão na memória de qualquer um que chegar ao final dessa jornada. A relação entre Lee e Clementine é uma das mais intensas que já vi em qualquer enredo, seja de filmes, seriados, livros ou jogos. Não deixe de vivenciar esse jogo, apesar do começo um tanto mediano, a cada capítulo a experiência melhora até ao ponto de ficar sensacional. E que final incrível, tenso e emocionante.  Digno de lágrimas. Lágrimas másculas, logicamente. Sério, não deixem de jogar essa obra prima, ela vale cada centavo. Esse  foi e o melhor jogo de 2012 (sem contar que é a melhor história de zumbi desde A Madrugada dos Mortos de George A. Romero) pela maior parte da mídia especializada por um motivo claro, mesmo com poucos recursos, há vezes que uma excelente narrativa pode superar os ocasionais defeitos de jogo e um gráfico nem tão polido, apesar da arte estilizada em cel shading simulando o estilo do quadrinho de onde se originou a franquia ser um toque de charme a mais. Eu mal consigo esperar pela continuação, que venha a segunda temporada.

Nota: 5 Stars (5 / 5)

Plataformas: PC (onde foi avaliado), Xbox 360, Playstation 3, PSVita, Iphone, Ipad … sério tem pra tudo, deve ter até para Havaianas.

Compartilhe!Share on Facebook4Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta