1 comment

Vingadoras que gostaríamos de ver nos cinemas

by on novembro 12, 2013
 

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

O filme dos Vingadores foi um enorme sucesso nas bilheterias, e também foi bem recebido pela crítica especializada. Sua sequência já está sendo realizada, e novidades como a adição de personagens é algo inevitável, algumas já estão aparecendo como a mutante Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen), que vem reforçar o time feminino que antes contava apenas com a Viúva Negra (Scarlett Johansson). Quais outras Vingadoras das HQs poderiam aparecer em futuros filmes? Confira a algumas delas:

Vespa

v1

A heroína Vespa (Wasp), ou como é conhecida civilmente Janet van Dyne foi à primeira mulher a fazer parte da formação original dos Vingadores. Antes de ser uma heroína a sua personagem era uma mulher fútil e egocêntrica que viva à custa da fortuna de seu pai, o cientista Vernon Van Dyne. Após seu pai ser assassinado por um extraterrestre trazido a Terra em uma de suas experiências, Janet recorre ao colega de seu pai, Hank Pym. Comovido Pym revela sua identidade de Homem Formiga, e a oferece a possibilidade de buscar justiça pela morte do seu pai. Assim através das partículas Pym, Janet consegue reduzir seu tamanho e crescer assas de inseto em suas costas e tornar-se a heroína Vespa.

Nas primeiras histórias, Janet representava o estereotipo de garoto fútil que só se preocupava com aparência e roupas (deve ser uma das personagens que mais teve uniformes diferentes até hoje), mas com o tempo e o seu relacionamento com Pym, ela foi amadurecendo e deixou um pouco desse lado. A Vespa pode ter um poder bem lixão, e no início era uma personagem de apoio na trama, sem grande destaque, mas sua simples aparição foi muito importante até para o as personagens femininas nas histórias em quadrinhos, por essas normalmente eram retratadas apenas como os interesses românticos e a donzela em perigo, Janet veio para mudar um pouco isso.

A pouco tempo, storyboard do filme dos vingadores apareceram na internet, e para surpresa de muitos a  personagem aparecia, ou seja, até certo momento de desenvolvimento existiu dentro do roteiro. Pelo que foi especulado, resolveram retira-la pelo receio do excesso de personagens e também pelo fato que terem que introduzi-la mesmo que rapidamente iria demandar de tempo que o filme não tinha disponível.

Miss Marvel

v2

Antes de se tonar a heroína Miss Marvel, Carol Susan Jane Danvers era pilota da Força Aérea dos Estados Unidos. Devido ao seu grande talento logo se destacou e atingiu altas patentes dentro do exercito, sendo até solicitada pela NASA para ser chefe de segurança. Nesse momento teve contato com a raça alienígena Kree e com o soldado Mar-Vell, o qual teve um relacionamento. Quando atuava nas missões espaciais, Carol foi capturada pela inteligência alienígena Cyberex (antes aliados dos Krees), e teve seu DNA misturado com dos Krees gerando seus poderes sobre humanos, como voar, super força e capacidade de absorver e redirecionar feixes de energia.

A trajetória da personagem dentro da Marvel foi bem confusa ao longo dos anos. Entre outras coisas: chegou a perder os seus poderes para a Mutante Vampira;  teve outra identidade (Binária) com poderes diferentes;  entre outras fases no mínimo bizarras e bem esquecíveis. Durante algum tempo em suas histórias, ela passou por problemas pessoais pesados como alcoolismo e depressão, aproximando mesmo a super heroína a problemas de pessoais normais. Sua presença já equipe dos Vingadores nos últimos anos é bem constante, e sua personalidade normalmente é retratada como uma heroína durona que consegue seguir regras e atuar como líder nas batalhas.

Mulher Hulk

v3

Jennifer Walters era uma advogada comum, mas ao ser atacada por um dos criminosos que ela ajudará a condenar quase perde a vida, sobrevivendo apensar por receber emergencialmente uma transfusão de sangue de seu primo Bruce Banner, também conhecido com o incrível Hulk. No entanto o sangue de seu primo que contém radiação gama foi o suficiente para duplicar os efeitos dos poderes de Bruce em Jennifer, transformando-a em a Mulher Hulk (She-Hulk). Porém em seu caso (na maioria das ocasiões) Jennifer consegue controlar a sua transformação, conseguindo altear para a forma humana quando bem entende, além de manter sua capacidade racional inalterada. Assim como Hulk, ela detém uma força e resistência sobre humana, sendo uma das heroínas mais fortes do universo Marvel, porém seu nível é significantemente inferior ao de seu primo.

Jeniffer ao longo dos anos nas HQs já participou de várias super equipes, como: os Defensores, SHIELD, Quarteto Fantástico (substituindo o Coisa) e Vingadores. A fase mais lembrada da heroína foi sua fase escrita por John Byrne, com um tom cômico e divertido a personagem, gerando momentos inesquecíveis dentro de sua história.

Tendo como base a participação do Hulk nos cinemas, acredito que a Mulher Hulk funcionaria muito bem em um filme dos Vingadores, pois mesmo seu primo em filmes solos não funcionou muito bem e como a formação da equipe mesmo nos quadrinhos varia bastante é bem possível vê-la em um projeto futuro.

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta