2 comentários

Crítica: Batman – Assault on Arkham

by on agosto 18, 2014
 

Compartilhe!Share on Facebook6Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Em 1992 a DC iniciou o seu caminho no campo de animações com o excelente Batman: The Animated Series, série produzida por Bruce Timm. O sucesso foi tamanho que abriu as portas para outras séries, como Superman, Batman do Futuro, Liga da Justiça e etc. Atualmente o foco são longas animados lançados diretamente para vídeo, que adaptam arcos famosos das HQs ou que tentam novas interpretações para seus heróis.

O último lançado foi Batman: Assault on Arkham. Assim como o título indica o filme acontece no mesmo universo dos jogos da franquia Arkham, entre os eventos de Arkham Origins e Arkham Asylum. Mas não espere mais do que pequenas referências e alguns visuais semelhantes ao que foi visto nos jogos. Ou seja, mesmo não tendo acompanhado nada da franquia de games da Rocksteady/Warner Games não há nenhuma perda relevante na hora de acompanhar longa.

assark2

O Morcego não é o destaque do longa.

Na trama, Amanda Waller, chefe de uma secreta agência do governo, reúne o Esquadrão Suicida, formado pelos supercriminosos Pistoleiro, Capitão Bumerangue, Aranha Negra, Rei Tubarão, Nevasca e Arlequina para invadir o Asilo Arkham e recuperar importantes dados roubados pelo Charada. O resultado dessa missão pode representar uma redução de pena ou a sentença de morte a seus integrantes.

Na verdade apesar do título, o Cavaleiro das Trevas assume apenas uma função de suporte no filme, sendo os principais personagens o Pistoleiro e a Arlequina. A história é simples e apresenta alguns furos e forçadas de barra no roteiro, mas tudo acaba sendo relevado pela bacana dinâmica ao juntar todos os vilões em um letal, porém instável grupo. Seguindo o padrão já estabelecido pela atual linha de filmes da DC, Assault on Arkham tem um tom mais adulto, com um clima mais sério e violento, mostrando sangue e também alguns momentos mais “ousados” (mas nada explícito).

assark

Resumindo, esse novo longa da DC reúne personagens bacanas, cenas de ação de qualidade e uma animação espetacular, tudo isso junto de uma história simples – com alguns furos e forçadas de roteiro – mas que não compromete o longa como um todo. Também é bom deixar um pouco de lado o Batman e o Superman e explorar outros legais personagens que a DC possui. Então se você procura uma animação rápida e sem grandes pretensões  Assault on Arkham vai cumprir a tarefa.

Nota: 3.5 Stars (3.5 / 5)

Compartilhe!Share on Facebook6Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta