0 comentários

Dane DeHaan, o novo Duende, critica o visual clássico do Duende Verde

by on abril 29, 2014
 

Compartilhe!Share on Facebook2Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Em um comentário infeliz, o ator Dane DeHaan, que interpreta Harry Osborn em O Espetacular Homem Aranha 2: A Ameaça de Electro (já leu nossa crítica desse lançamento?), justifica o visual do Duende Verde adotado pelo filme e ainda critica o visual clássico do maior vilão do Aracnídeo. Nas palavras dele:

“Passamos por várias fases dele para conseguirmos torná-lo mais orgânico e mais real, além de estar ligado com a história do Harry”.

“Sabia que não poderia sair andando com uma saia roxa, um top e um gorro de caveira”. (Nota: isso era para ser a descrição do Duende Verde clássico?)

“Nos esforçamos para fazer a coisa certa e honrar o personagem. O cabelo está da mesma forma, o sorriso, as orelhas. Foi um longo processo mas estou feliz com o resultado”

Realmente, é um grande desafio transportar o visual do Duende Verde para o cinema de modo decente e adaptações sempre são necessárias. Entretanto, o depoimento de DeHaan tenta depreciar o visual das HQs, algo não muito esperto levando em conta parte do público que o filme é destinado.

Vale lembrar que o visual do Duende Verde na trilogia clássica nem é tão diferente desse, com aquele traje a máscara estilo Power Rangers – mas foi igualmente criticado pelos fãs. A sorte foi que a interpretação de Willem Dafoe ajudou bastante a reparar parte do problema. Na verdade a ideia era uma máscara de borracha, mas acabou sendo substituída. Fiquem com vídeo que mostra o teste dessa máscara:

Outro ponto é o uniforme do próprio Homem-Aranha, que também é tão complicado quanto o do Duende. Na época do primeiro filme, lembro que o próprio Sam Raimi defendeu que o visual tinha que ser o mais próximo do original possível, e acabaram conseguindo faze-lo.

No caso do Duende, acho que também seria possível entregar algo mais próximo do original – alterando um pouco dessa máscara mostrada no vídeo acima e talvez combinando com algumas ilustrações feitas pelo Alex Ross do personagem. Na verdade observando a evolução ao longo dos anos dos visuais dos personagens nos filmes de super-heróis, fica claro que inicialmente Hollywood via maior necessidade em “esconder” certos trajes mais chamativos. Porém, com o passar do tempo, mostra-se que é possível fazer adaptações que mantenham referencias ao original e funcionem bem nas telas. Resumindo é questão de bom senso.

gg1

 

Compartilhe!Share on Facebook2Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta