6 comentários

Review de Fire Emblem: Awakening

by on setembro 25, 2013
 

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Também conhecido como “Como eu casei com a filha do meu amigo-príncipe e parei de me preocupar com o espaço-tempo”

A Nintendo não é bem quista entre o público dito hardcore já faz um tempo. Mas de tempos em tempos a “Grande N” lança uma pérola para aqueles que curtem um desafio. Esse ano o 3DS (e o 2DS) foi agraciado com o “Fire Emblem: Awakening”, um jogo de estratégia de guerra medieval fantástica. Isso já deveria ser motivo suficiente para qualquer um adquirir essa pérola, mas além do estilo de jogatina viciante, um modo casual para iniciantes (apesar de que acho difícil algum casual cair de paraquedas nesse gênero) e um enredo que faz várias homenagens ao jogo original da saga, temos uns pormenores que tornam essa jornada inesquecível.

tresmosqueteiros

Por incrível que pareça o melhor personagem,  em quesito de status pelo menos, é o com panela na cabeça, o jovem caipira Donnel. Ao lado dele a sensual Tharja que deu alguns problemas com a censura para a Nintendo. E por último o personagem secreto Priam, parente do lendário Ike.

Me diga um jogo que deixa você criar seu avatar e essa criação é um dos personagens principais? Errr, vários, mas da Nintendo esse é um dos poucos. Que jogo você pode casar as tropas de seu exercito? Ok deve existir outro game com esse recurso, todavia em qual jogo você tem um filho que vem do futuro para se unir ao seu batalhão com status e habilidades herdados do pai e mãe que conceberam essa criança viajante do tempo? Qual jogo tem missões DLC de graça (sim 0800, apesar de que há outras pagas, mas a maioria dessas são atoa) onde você recruta antigos vilões e até um descendente de um herói do capítulo anterior da série (o dito cujo é o Priam, que é parente do saudoso Ike de Path of Radience e Radiant Dawn) ? Que jogo te desafia recrutar personagens no calor da batalha? Sim, há outros, mas nesse caso se tu falhar, já era, nada de personagem extra, a não ser que você dê load, mas aí é roubalheira né? E nossos leitores não são ladinos, certo?

Trailer oficial lançado pela Big N

Awakening é um despertar para uma aventura intensa no seu portátil, o enredo é bem previsível na maior parte do tempo, se bem que há uma reviravolta bem bolada, e o desenvolvimento da narrativa é bem agradável. Os personagens são extremamente carismáticos. Como esquecer da maga negra depressiva, exibida e stalker Tharja? Ou a mercadora gananciosa e piadista Anna (com suas mil irmãs gêmeas)? E a estrategista desmemoriada e sempre otimista Morgan? Isso é apenas uma pequena parte do elenco dos quase 50 personagens recrutáveis. Então adquira sua cópia analógica ou digital de Fire Emblem e se prepare para rezar para engarrafamentos na hora de ir para o trabalho, enrolar no banheiro e dormir só na madruga para chegar ao fim dessa epopeia em busca de auxiliar Chrom (clique aqui para infimidade com esse nome) e seus Shepards a derrotarem o dragão caído Grima de uma vez por todas.

Ps.: Para o proveito máximo desse jogo “seji homi” e jogue no normal, pelo menos, e o modo clássico é obrigatório. É o modo no qual quando o personagem morre, morreu mesmo. As batalhas ganham muito mais dramaticidade, tensão e impacto assim. E caso você seja masoquista e queira recrutar o Priam, que só é possível antes do último capítulo do jogo, faça um favor a si mesmo e evolua bem o roceiro Donnel. Torne o cabra em um guerreiro ou assassino, já que ele o personagem que mais cresce em status. Não se esqueça de formar uma dupla dele com o filho(a) do mesmo e encare a tropa de 50 soldados de Priam. Pois é. Boa sorte.

fireemblemfinal

Nota: 5 noites de insônia em 5 noites mal dormidas que valem a pena. (Tradução 5/5)

Fator replay: Com 25+ horas na campanha normal, dificuldades extras, multiplayer local, batalha contra ghost teams de outros jogadores via street pass, missões extras e dlcs… Te garanto que é uma compra que irá render um bocado.

Plataforma: Exclusivo para o pequeno notável Nintendo 3DS … e o o seu irmão sem tanta profundidade 2DS (piada infame obrigatória).

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Rafael lanna
    setembro 25, 2013 at 12:16 pm

    Fire emblem é um jogaço mesmo! Eu, que tava desanimado com vídeo games a un bom tempo fui fisgado completamente por essa belezinha! E foi o primeiro FB que consegui dar continuidade na campanha, que foi jogada no modo normal,como todo ser com um dedão deveria fazer!

    Responder

  • Eduardo Lima
    setembro 25, 2013 at 1:09 pm

    Esse jogo é sinistro mano! Mas é puta cabuloso na dificuldade. Só manjo dele no casual. Tem outros personagens secretos além do Priam? E como faço para baixar as missões dlc na faixa? Site tá dez rapaziada, postem mais!

    Responder

Deixe uma resposta