1 comment

Mais morto que um zumbi – Walking Dead quarta temporada

by on outubro 15, 2013
 

Compartilhe!Share on Facebook2Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Postagem com mais spoilers que zumbis, fique avisado!!

A série de TV, The Walking Dead, baseada nas histórias em quadrinhos com o mesmo nome, criada por Robert Kirkman, retornou para a sua quarta temporada no último domingo no canal a cabo AMC (no Brasil começa hoje dia 15/10 na Fox às 22:30).

Depois do terrível final da terceira temporada, que frustrou qualquer um que esperava a invasão da prisão e a confronto final dos grupos, a série voltou com um episódio burocrático, aquém até dos que tinham poucas expectativas. O episódio em si nem foi ruim, mas não mostrou o que essa temporada se propõe a oferecer, sendo sem dúvida o pior início de temporada da séria até então.

Nesse primeiro capítulo, chamado: “30 days Without an Accident”, tem uma passagem de tempo não especificada, aonde todos contribuem para a vida dentro dos muros da prisão, com direito a horta e criação de animais (onde eles arrumaram esses animais?). O foco é dividido na figura de Rick Grimes, que se questiona sobre sua sanidade após a morte de sua mulher, e o grupo de Daryl que vai verificar um acampamento militar que ficou nos arredores de um supermercado. Esse pedaço só serve mesmo para gerar ação no episódio e uma morte que ninguém se importa nem mesmo em Beth Greene. Uma breve citação ao Governador também é feita por Michonne que parece que vai ao seu encalço. E também uma possível variação ou novo tipo de vírus.

images (1)

Ainda vou seguir assistindo a temporada, mas o começo foi fraco, parecendo um filler já no episódio de estreia. Na verdade como um todo acho a série bem enrolada, com momentos que não acrescentam quase nada.

Bem só para finalizar, quem não leu os quadrinhos, saiba que eles são infinitamente melhores que qualquer momento da série. Ambos até seguem de certa forma o mesmo caminho na história, mas de maneiras bem diferentes.

No mais:

 

Compartilhe!Share on Facebook2Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta