0 comentários

Um dos melhores livros da ficção, obra de Philip K. Dick que inspirou Blade Runner, volta às prateleiras

by on abril 1, 2014
 

Compartilhe!Share on Facebook18Tweet about this on TwitterShare on Google+1

Já parou para pensar que Philip K. Dick publicou “Androides sonham com ovelhas elétricas?” em 1968? 46 anos atrás, rapaz. O imaginário do livro ainda se sustenta e ganha força a cada dia. Mesmo sem  a ajuda trazida pela adaptação cinematográfica Blade Runner (1982), o livro de Philip K. Dick, como todas as suas discussões sobre a essência do ser humano, já teria um lugar assegurado como clássico da ficção científica.

Então, esse clássico retorna as prateleiras nacionais graças a sempre competente Editora Aleph. O preço sugerido para a obra é 39,90 dilmas. O livro, que inspirou o cultuado filme Blade Runner, conta a história de Rick Deckard, um caçador de recompensas que, em uma sociedade distópica, é pago para caçar androides que vivem na Terra de forma ilegal. As ovelhas, citadas no título, fazem referência à dificuldade de adquirir seres vivos nessa sociedade vitimada pela poeira radioativa. Então ter um animal de estimação “de verdade” torna-se privilégio para poucos. Os menos abastados (como Rick) compram réplicas, bichos elétricos que são construídos para simular o comportamento do original.

blade2

Capa nacional da nova edição do livro

Vários sucessos do cinema foram inspirados na obra de Philip K. Dick, mas nenhum tão aclamado, tão simbólico para sua época quanto Blade Runner – O Caçador de Androides. Essa nova edição do livro, publicada no Brasil pela primeira vez com o título traduzido fielmente do original (Do Androids Dream of Electric Sheep?), traz uma série de extras inéditos em português:

Uma carta emocionante do autor Dick aos produtores de Blade Runner, na qual enaltece o filme e profetiza seu sucesso; a última entrevista concedida pelo autor, publicada na revista The Twilight Zone na ocasião do lançamento de Blade Runner; e um posfácio escrito pelo jornalista, escritor e tradutor desta edição, Ronaldo Bressane, que faz uma análise crítica da obra e traça paralelos entre filme e livro. A Editora Aleph ainda disponibilizou outros materiais no site www.ovelhaseletricas.com.br, como um extenso e divertido perfil de Philip K. Dick escrito em 1975 pelo célebre jornalista e editor Paul Williams, para a revista Rolling Stone; trechos suprimidos e o áudio original de sua última entrevista.

“Androides sonham com ovelhas elétricas?” é o sétimo livro de Philip K. Dick publicado pela Aleph. Antes dele vieram O Homem do Castelo Alto (vencedor do Hugo Award de 1963), Valis, Ubik (eleito um dos cem melhores romances em língua inglesa do século 20, pela revista Time), Os Três Estigmas de Palmer Eldritch, Realidades Adaptadas e Fluam, Minhas Lágrimas, Disse o Policial (vencedor do John W. Campbell Award de 1975).

O autor americano de ficção cientifica Philip Kindred Dick (16 de Dezembro de 1928 – 2 de Março de 1982), também conhecido pelas iniciais PKD, alterou profundamente este gênero literário. Apesar de ter tido pouco reconhecimento em vida, a adaptação de várias das suas novelas (não as que a Globo faz por favor :P) ao cinema acabou por tornar a sua obra conhecida de um vasto público, sendo aclamado tanto pelo público como pela crítica.

Compartilhe!Share on Facebook18Tweet about this on TwitterShare on Google+1
Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta