1 comment

Review – Derek: Segundo Episódio

by on setembro 30, 2013
 

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Derek é uma série que passou na Inglaterra no Canal 4. No Brasil, assim como boa parte do mundo, se encontra disponível com exclusividade na Netflix. Confira o análise do primeiro episódio aqui

No segundo capítulo de Derek, representantes do governo vão avaliar as condições da casa de repouso Broad Hill. Praticamente personificando a burocracia governamental e apenas pensando em cortes, dois membros do Estado analisam friamente o local, que mesmo não tendo um grande orçamento, funciona adequadamente e seus residentes são felizes ali. Mas isso não importa para os burocratas, que vem aquela unidade como algo dispensável e a solução mais prática aos olhos deles é transferir seus moradores para uma unidade maior. Hannah deixa claro que uma mudança como essa costuma causar a morte dos membros da terceira idade em até seis meses, contudo é devidamente ignorada pelos representantes do governo. Os avaliadores implicam com tudo, por exemplo, a falta de formação acadêmica de Dougie  e o fato de um dos assistentes estar ali por causa de trabalho comunitário. Até Derek Noakes é visto como um estorvo, mesmo este sendo membro mais querido e dedicado aos idosos.

Uma das frases de Hannah exemplifica o espírito dessa casa de repouso: “Mesmo que os residentes de Broad Hill sejam velhos, pobres, e sem recursos, eles têm o direito à felicidade como qualquer outra pessoa”. E Hannah vai muito além do esperado para garantir isso a eles. O episódio foca no carinho que os funcionários da casa de repouso possuem por seus pacientes, juntos eles formam uma grande família. O único elemento fora do eixo é Kev, que obviamente esta ali para ser uma piada. Entretanto sua perversão sexual sem limites e a falta de colaboração deste com o resto do grupo, o sujeito nem é um funcionário, o tornam um elemento forçado na trama. Deveria ser o humor do desconforto, típico das séries de Gervais,  todavia  é apenas, até o momento, um personagem fraco e dispensável. A série continua a surpreender, mostrando a maioria do elenco em sintonia. É sempre bom ver um seriado onde os coadjuvantes tem a chance de brilhar.

Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta