5 comentários

Stephen King esculacha Crepúsculo, 50 Tons e lança continuação de “O Iluminado”

by on setembro 24, 2013
 

Compartilhe!Share on Facebook60Tweet about this on TwitterShare on Google+0

O controverso escritor, a máquina de escrever, o mestre do terror Stephen King, autor dos sucessos “O Iluminado”, “Carrie, A Estranha”, “À Espera de um Milagre” e muitos outros chamou a saga “Crepúsculo”, de Stephenie Meyer, de “pornô adolescente” e disse que a série de livros “Jogos Vorazes”, de Suzanne Collins, é “enfadonha” e “pouco criativa”. Sobre “Vorazes” é uma crítica um pouca exagerada, creio eu, mas tá valendo. As declarações foram dadas ao jornal britânico “The Guardian”. Aos 66 anos, o americano está lançando seu  56º romance, “Doctor Sleep”, a sequência de “O Iluminado”.Stephen_King_by_HenrikJonsson“Os livros [da saga ‘Crepúsculo’] não são sobre vampiros e lobisomens. Eles são sobre como o amor de uma garota pode tornar bom um garoto ruim”, disse King, que expressou decepção com as obras. O autor expandiu sua crítica: “Eu li ‘Crepúsculo’ e não senti vontade de continuar. Eu li ‘Jogos Vorazes’ e não senti vontade de continuar. Não é como ‘O Concorrente’ [livro de King escrito sob o pseudônimo de Richard Bachman], que é sobre um jogo em que as pessoas são mortas e os outros assistem. Uma sátira sobre os reality shows.”

E o gênio das páginas finaliza “Eu li 50 Tons de Cinza e com esse também não tive vontade de continuar. Eles chamam de pornô para mamães, mas nem isso o livro é. É uma ficção altamente carregada de tensão sexual para mulheres entre 18 e 25 anos.”  E quando perguntando se estamos numa Era Dourada do Terror, o autor foi categórico: “Não. Não estamos. Não consigo pensar em nenhum livro atual que seja comparável a ‘O Exorcista'”, disse, em referência ao livro de 1971 escrito por William Peter Blatty.

Já com a criadora de “Harry Potter”, J. K. Rowling, King foi mais gentil. Segundo ele, a estreia dela fora do mundo de seu personagem mais famoso, em “Morte Súbita”, é “fabulosa”. O autor chegou até mesmo a comparar o estilo de Rowling ao de outro escritor britânico, Tom Sharpe. Vale lembrar uma citação clássica de King sobre Harry Potter e Crepúsculo que ele soltou em outra entrevista: “Harry Potter é sobre enfrentar seus medos, achar a força interior e fazer o que é certo na frente das adversidades. Crepúsculo é sobre como é importante ter um namorado.”

Vale reforçar que novo livro de Stephen King, “Doctor Sleep”, acabou de sair nos EUA. É sobre Danny Torrance, o garotinho filho de Jack em Iluminado, agora crescido. Sua mãe Wendy está morta e ele é assombrado pela memória de seu pai alcoólatra, que na adaptação cinematográfica feita por Stanley Kubrick foi interpretado pelo lendário Jack Nicholson. Mesmo assim King não gosta dessa versão de sua obra, vai entender.

Atualização: EXTRA! EXTRA! Para mais detalhes de Doctor Sleep e Stephen King falando mais mal do Stanley Kubrick clique aqui.

Compartilhe!Share on Facebook60Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta