3 comentários

Uma jornada muito errada – Tudo, ou quase tudo, sobre Pokémon X e Y (Parte 01)

by on outubro 19, 2013
 

Compartilhe!Share on Facebook23Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Novo Pokémon na área, hurray, todo mundo só fala dessa bagaça. Conseguimos um review adiantado do cobiçado jogo, e agora iremos falar de como foi uma jornada, a minha, nesse mundo de rinha de bichos escravos virtuais.  Só pra constar o último Pokémon que eu tinha jogado era o Silver. Sim, como muitos marmanjos a inclusão dos iniciais dos jogos originais me fez voltar para esse mundo de criaturas super poderosas que se submetem a crianças de 10 anos. Por que? Ora, porque elas as prendem em bolotas super tecnológicas. Faz todo sentido. Ah, talvez alguns eventos estejam um pouco distorcidos nesse relato, só um pouquinho.

Liguei o 3DS e começo o Pokémon X. Criei meu avatar, conheci meus novos melhores amigos (tem que ser esses mesmos? Até o gordo dançante? Ok então…) e peguei meu Pokémon inicial. Froakie na cabeça. Bora ser um mestre Pokémon, pegar insígnias e yada, yada, yada. Enfrentei uma garota animada demais, Shauna, e segui uma rota acima, depois dela, cheguei a uma floresta infestada de macacos elementais e o famoso Pikachu. Ignorei o Pikachu porque se eu ouvir um “Pika” mais uma vez eu me mato. Capturei o macaco de fogo. Porque ele é um macaco de fogo. Fui andando, peguei uns bichos inúteis, e de repente uma menina de patins quis lutar comigo. Quando digo lutar comigo, quero dizer, colocar os poké servos dela para lutar com meus poké servos. Após espancar as criaturas da coitada, hora de rouba os patins dela. Beleza.

Agora é a vez de ir ao primeiro ginásio. Queimei o ginásio inteiro com meu macaco de fogo. A líder Viola desesperada me dá a insígnia inseto pedindo clemência. Bora sair da roça e ir para a cidade grande.  Ah, na saída do vilarejo a jornalista irmã da líder de ginásio ficou tão feliz por eu ter acabado com a vida da parente dela, deve odiar muito a coitada, que ela me deu um Exp Share. O item facilita a vida de qualquer um na hora de treinar seu time de maneira rápida. Chegando a Paris, digo Lumiose City, fui para o Pokémon Lab, e tomei, na porrada, do Professor Sycamore  um Pokémon inicial de verdade. Bora de Charmander. Tchau macaco de fogo, você era estranho. Antes de deixar o professor falando sozinho ele solto algo sobre a Mega Evolução. Tá certo. O mundo continua a girar.

Seguindo para o interior novamente, chega-se na Camphier Town.  Tinha um gordo no meio do caminho, no meio do caminho tinha um Snorlax. Porra o que fazer? Ir para o castelo da cidade aparentemente. Não posso me esquecer de pegar o Pokémon espada na rota ao lado da pomposa residência. Sim Pokémon espada. Sim, é estúpido, mas ele é fantasma/metal, é quase impossível ser mais foda que isso.  Participei de uma quest irritante perseguindo um Pokémon poodle. Depois de perder tempo com aquele poké cão mala, um carateca gente boa toca a poké flauta que o riquinho do castelo me emprestou para acordar o Snorlax. O cara deve tocar mal pra carai, pois o Poké obeso acorda puto. Capturei o gorducho e o deixei preso na bola sem o utilizar. Assim ele emagrece e aprende a lição de não parar o transito.

Conheci na Rota 7 o Battle Chateau, um lugar onde um bando de nego cheio da bufunfa sem nada o que fazer fica batalhando o dia inteiro. Caro leitor, invista na parada, porque mais pra frente até líderes de ginásio e membros da Elite Four viram participantes da bagaça, só que com times mais forte do que eles possuem no jogo normal. Passei por uma caverna cheia de Zubats… Por que seria diferente? Taquei repel e fui feliz.

Não lembro o porquê, mas tive que se passar na Ambrette Town e Glittering Cave. Deve ser algo haver com a Mega Evolução. Era sempre algo haver com a Mega Evolução. Lugar chato pra dedéu. Ah, aqui temos a primeira aparição do Team Rocket do jogo, o Team Flare. Eles são toscos. Mas de terninho. O terninho é legal. Todavia peguei dois fosseis lá. Bem, pelo menos o Tyrunt eu vou usar.  O Aerodactyl nunca me apeteceu, desde a época do Red e Blue.

Cyllage City, lembrei que tem um Torchic especial para quem comprou o jogo antes de janeiro. Fui na opção Mystery Gift e peguei meu presente não tão misterioso. De repente percebi a burrice de não ter escolhido o Bulbasaur, agora tenho dois iniciais de fogo. Burrice é foda.  Ao anunciar um assalto na loja de bicicletas o cara finge que eu era o milésimo cliente só para não passar a humilhação de ser assaltado por um moleque de dez anos. Desde que ele me passe a bicicleta não tem problemas. Hora de subir a ciclovia e chutar o traseiro do líder de ginásio da região. Ginásio de rocha? Frogadier limpa o chão com a fuça do líder Grant. Quero ver ele tirar onda que é o campeão de bicicleta novamente. E me passa o TM enquanto tu lambe a superfície de seu próprio ginásio mané.

No caminho para Geosenge Town por que não catar um Eevee? Sim eles são selvagens agora. E fiz ele engolir uma pedra do trovão logo, todo mundo sabe que Jolteon é a melhor forma evolutiva do bichano. Capturei, só pela zueira, um pássaro luta livre que tem na área também, e coloquei o nome de Rey Misterio (piada infame para quem manja de WWE). Geosenge Town só tem pedras, bah, pedras milenares que tem haver com um Pokémon lendário? Não deve ter nada de importante aqui, próxima cidade.

Mais uma caverna mala, odeio cavernas, e finalmente Shalour City. Pobre da Serena acha que vai ficar com o Mega Ring, haha, boa piada. Senta lá Cláudia. Depois de perder uma batalha Pokémon, claro. Hora da líder de ginásio. Adeus líder de ginásio, Charizard manda lembranças.  Mas a mina do ginásio de lutadores, Korrina, não se conforma. Hora de uma revanche na Tower of Mastery e de bônus também se aprende a tão falada Mega Evolução. Um dos Lucarais da rapariga, que me dava mole o jogo inteiro, pois é, decide trair a mestre e lutar do meu lado. Isso ae fura olho, acabe com seu irmão Lucarai, magoe quem te criou e fique na Pokébola preso para toda a eternidade, depois de ter me dado a vitória, sem ser usado, para aprender não ser um X-9.  Saindo da cidade que ficou triste por perder seu patrimônio de pedra de Mega Evolução, Serena tenta me agradar me dando o HM03 Surf. Se tu não tivesse tentando roubar meu Mega Ring ainda tava de boa e agradecia, entretanto como isso ocorreu, continua andando reto muié, senão taco meu Combusken pra fritar seu traseiro.

Hora de testar o recurso Wonder Trade, Ralts com uma pedra de Mega Evolução? Nada mal. Espero que o manolo tenha ficado feliz com o Caterpie que eu tinha pego no começo do jogo. Ele se chamava Dragonite.  Rota 12, um cara com desapego aos bens matérias me dá um Lapras, por que não, né? Pô Lapras é muito bacana, muito batuta, mas já tenho um aquático no time, vai pro banco meu querido.  Ensino meu Grenninja a surfar, o cara é bom de onda (turum, tchum) e com ele cruzo os mares e afogo alguns nadadores que me dão seu dinheiro no seu último suspiro. Onde esses manolos guardavam essa grana?  Passei pele Azure Bay, capturei mais uns bichos só pelo prazer da coisa e cheguei à próxima cidade.

Chegando a Coumarine City, não dei dois passos e minha rival Serena já mandou uma mensagem querendo batalhar, oh mulher que não desgruda. Antes de ir ao embate na frente do ginásio, peguei um Lucky Egg de uma criancinha, que foi tão fácil quanto tirar um Lucky Egg de uma criancinha. Taco isso no Jolteon pra ele subir de level mais rápido.  Mais um combate com Serena e mais uma vez a mina sai triste da vida. Minha filha, capture mais de três Pokémons que talvez você tenha uma chance. Batalha contra o líder de ginásio Ramos, esse é vegetariano e não curte Friboi (perdão pela piada infame número 1000). Charizad e Combusken disputam quem causa mais estrago aqui. No fim Combusken é o mais usado contra o ginásio de planta e virá um Blaziken. Comemoramos sua evolução nas cinzas de todo aquele verde, dá emoção só de lembrar. 4 insígnias adquiridas, mais 4 para pegar.

Se quiser saber como continua essa quizumba, leia a parte 2 aqui.

Compartilhe!Share on Facebook23Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 

Deixe uma resposta