2 comentários

Você Sabia? – Edição Cinema 03

by on março 25, 2014
 

Compartilhe!Share on Facebook6Tweet about this on TwitterShare on Google+0

Depois de um longo inverno, ou algo do tipo, mais uma rodada de curiosidades, sem mais delongas vamos a elas!

– OJ Simpson ,ex-jogador de futebol americano, ex-ator e famoso sequestrador, assaltante e  talvez homicida, quase foi  o exterminador no primeiro “O Exterminador do Futuro” de James Cameron. Contudo, Cameron descartou ele de ser a máquina assassina, pois ele era “muito gente boa”. Como o tempo revela as pessoas. Essa não foi a única escolha bizarra de James Cameron, sua escolha original para o T-1000 em “O Exterminador do Futuro 2” era o cantor britânico Billy Idol. Ok então.

oj-simpson-as-terminator

– Leonardo DiCaprio recusou o papel de Anakin Skywalker em “Star Wars Episódio II: Ataque dos Clones”. Aposto que ele disse algo do tipo, “eu tenho um mau pressentimento sobre isto”.

– O personagem de Bill Murray em “Feitiço do Tempo” (Groundhog’s Day no original), Phil Connors, fica 34 anos preso no mesmo dia. Isso que é levar tempo para aprender uma lição e conquistar uma garota. Se bem que um cara virou um mestre do piano, um escultor de gelo de primeira, dentre outras coisas.

groundhog-day-cartoon

– A Warner Bros odiava o nome “Beetlejuice”, Besouro Suco na dublagem brasileira, e implorou para que Tim Burton mudasse o nome do filme/personagem para algo mais inteligente. De sacanagem Burton sugeriu que o nome do filme deveria ser “Scared Sheetless”, um trocadilho com levar um susto de se cagar e estar sem papel para se limpar. O pior é que o estúdio preferiu essa versão e o cara teve que bater o pé para manter o nome original.

– O primeiro filme das Tartarugas Ninjas, em live action, aquele de 1990, foi o filme independente com maior bilheteria daquele e dos anos anteriores.

– Hitchcock não queria colocar música na sequência do chuveiro em “Psicose”. Depois de ver a sequência com a trilha, ele praticamente dobrou o pagamento de Bernard Herrmann, compositor da trilha. Outra coisa engraçada em relação a essa cena é que quando ele mostrou para o censores, eles reclamaram que a cena era grande e violenta demais. Na segunda vez que mostrou a sequência para os censores, ele simplesmente tirou  a música e os censores aprovaram o filme. E claro que depois ele tacou a trilha de volta.

– George Lucas e Steven Spielberg, nesse caso produtores executivos, estavam preocupados que a briga com os Dentes Afiados, Tiranossauros, e a morte da mãe de Littlefoot  no filme “Em Busca do Vale Encantado” (1988), desenho de sucesso dirigido por Don Bluth, pudessem ser sequências muito assustadores ou traumatizar crianças muito jovens. Para evitar problemas, essas cenas foram analisadas e aprovadas por psicólogos. Se você já é marmanjo, relembre esse quase trauma de infância abaixo:

– Vida de Inseto, Wall-E, Procurando Nemo e Monstros S.A. foram todos concebidos numa reunião de almoço e tiveram seus argumentos iniciais escritos em um guardanapo. Sim, todos no mesmo almoço. Com certeza esse foi a refeição mais produtivo da história da Pixar.

– Orson Welles considera seu filme “O Processo” seu melhor trabalho. Para ele essa obra sua e muito superior a “Cidadão Kane”, que costuma a ser o filme número um de 8 entre 10 listas de críticos de cinema.

– Em “Cidade De Deus” a cena onde a gangue reza antes do confronto não estava no roteiro. Durante a filmagem um garoto, que havia feito parte de uma facção criminosa, perguntou ao diretor Fernando Meirelles se o povo não ia rezar como ele e seus companheiros costumavam fazer antes de qualquer combate com os inimigos. Meirelles falou para que ele puxasse a reza e assim a cena foi gravada.

City_of_God-Scott_Campbell_Scott_C-Watercolor-trampt-75891m

Para mais curiosidades de cinema, confira Você Sabia? – Cinema 01 e Você Sabia? – Cinema 02. Qualquer fato curioso que vocês queiram compartilhar é só colocar nos comentários. Valeu e fiquem com mais uma arte de fã do filme “Feitiço do Tempo” porque o filme e Bill Murray são fodas!

Print

Compartilhe!Share on Facebook6Tweet about this on TwitterShare on Google+0
comentários
 
Deixe uma resposta »

 
  • Isabelly Almeida
    março 30, 2014 at 7:01 pm

    Como se descobriu o tempo que o Phill Connor ficou preso no tempo???

    Responder

    • Calhorda Explosivo
      março 31, 2014 at 1:13 pm

      Ótima pergunta que eu estupidamente não expliquei direito no post. Depois vejo se atualizo, mas vamos a uma resposta aqui. O diretor Harold Ramis primeiro disse que Phill (Bill Murray) ficava uns 10 anos preso. Mas em uma entrevista na comemoração dos 20 anos do filme, ele admitiu que era pouco tempo. Levando em conta que é um jornalista que virá mestre em tantas artes e habilidades. Para o diretor, levasse 10 anos para se ficar bom em qualquer coisa. Então para Phil dominar como fazer esculturas de gelo, tocar piano, entre outras coisas para o diretor teria sido um período de 34 ou até mesmo 40 anos para realizar tantas proezas. Ou seja, a maior parte do tempo que Bill Murray passa preso no “Dia da Marmota” seria estudando algo! Ah tirei isso daqui: https://uk.movies.yahoo.com/blogs/movie-editors/long-bill-murray-stuck-groundhog-day-145726453.html . E se ficou algo no ar só falar, aquele abraço e inté.

      Responder

Deixe uma resposta